Ser Gentil é Legal – Amanda Arruda
Browsing Tag

Ser Gentil é Legal

Ser Gentil é Legal

30 dias de gentileza

Todo mundo sabe que ser gentil é legal, mas algumas vezes esquecemos disso no nosso dia-a-dia. Principalmente quando bate aquela TPM horrorosa e a gente não consegue sequer ser legal com a gente, que dirá com as pessoas que nos rodeiam. Mas a gente deve sempre tentar, né?

Por isso, resolvi trazer pra vocês os 30 dias de gentileza. A ideia é fazer uma coisinha dessa por dia, pra fazer com que ser gentil se torne um hábito. Uma regra, e não uma exceção.  A maioria das coisas é super simples e requer apenas um pouco menos de egoísmo da nossa parte, outras são um pouco mais trabalhosas. Você não precisa fazê-las na ordem, porque obviamente algumas delas precisam da oportunidade para fazê-la. Minha dica é: ande com a listinha com você (no seu celular, por exemplo), leia-a de vez em quando e esteja sempre alerta para a oportunidade de ser gentil com alguém. Pelo menos, é assim que eu vou trazer esse dias de gentileza para a minha vida. Ah, se rolar algo fotografável nesses 30 dias, publica no Instagram e usa a hashtag #30diasdegentileza, só pra eu acompanhar o amor? Queria muito ver o mundo mais gentil por aí. <3

Vamos à listinha? Você também pode fazer o download dela em PDF aqui.

  1. Segure o elevador para alguém;
  2. Deixe a pessoa com  menos compras passar na sua frente, no caixa do supermercado;
  3. Ensine algo para seus pais ou seus avós;
  4. Transforme críticas destrutivas em críticas construtivas;
  5. Dê um bombom para alguém que parece estar precisando;
  6. Prepare a janta pra quem sempre a prepara pra você;
  7. Elogie alguém;
  8. Utilize um dom seu a favor dos outros;
  9. Passe um dia sem xingar;
  10. Deixe um comentário legal em um blog/vlog;
  11. Sabe aquela coisa da qual seu pai/mãe/irmão/bofe sempre reclamam? Não a faça, por um dia;
  12. Pague suas contas pelo internet banking do seu banco (assim você não atrapalha as pessoas que estão precisando do caixa pra coisas que só podem ser feitas neles, como saques e depósitos);
  13. Envie uma cartinha pra um amigo que mora longe;
  14. Dê o lugar no ônibus para alguém que pareça mais cansado que você (não vou nem comentar idosos e grávidas aqui, porque isso não é gentileza, é bom senso);
  15. Pratique o bom dia, boa tarde e o boa noite, distribuindo-o por todos os lados, pra todas as pessoas;
  16. Sabe aquela pessoa que sempre faz café na firma? Dê um dia de descanso pra ela e faça o café (ponto extra se levar uma canequinha fumegante pra essa pessoa linda, que enche sempre o dia de todos de cafeína);
  17. Escute o desabafo de alguém sem julgar, sem tomar partido e sem tentar resolver o problema da pessoa. A não ser que a pessoa peça uma direção, porque muitas vezes a gente só quer colocar pra fora;
  18. Alegre a mesa de alguém com um arranjo de flores;
  19. Se ofereça para ajudar alguém com uma matéria que você domina;
  20. Faça a comida favorita de alguém especial;
  21. Pague o almoço/jantar de alguém;
  22. Faça uma mixtape/playlist para animar o dia de um amigo;
  23. Não discuta religião, futebol nem política. Com ninguém;
  24. Ajude nas tarefas domésticas da sua casa. Se você já ajuda, faça uma tarefa que algum familiar não gosta de fazer;
  25. Seja gentil com meio ambiente, de todas as formas que forem possíveis pra você;
  26. Faça uma limpa nas suas coisas e doe as que não precisar mais;
  27. Dê carona pra alguém;
  28. Perdoe algum ressentimento, mesmo que a pessoa em si não tenha pedido perdão. Alimente só bons sentimentos;
  29. Compartilhe com seus amigos algo muito maravilhoso, que você descobriu e guarda só pra você. Pode ser um blog legal, uma banda, um artista, um livro;
  30. Compartilhe com algum dos seus amigos a razão pela qual ele é tão especial na sua vida.

O que acharam? Vão participar? Têm outras dicas para ser mais gentil no dia a dia? Deixem no comentários!

Esse post faz parte da campanha Ser Gentil é Legal.

Da rotina, Ser Gentil é Legal

Ser gentil é legal

sergentilelegal
Você dá seta, no trânsito, e ninguém te deixa entrar (ao contrário, aceleram). Chega correndo no trabalho, coloca os códigos na catraca apressado, o elevador ainda está no andar, mas termina subindo porque ninguém o segura pra você. Vai comprar um produto em uma loja e não só não consegue mais informações sobre ele, como o vendedor te olha com tédio e te trata mal. Infelizmente, a gentileza nunca esteve mais em baixa. Encontrar uma pessoa gentil é como encontrar Maltesers (suspiros) aqui no Brasil: improvável (pra não dizer impossível). Ser gentil não é a prioridade e muito menos uma necessidade para ninguém. Geralmente, é a última coisa em que se pensa e algo ao qual ninguém dá muito valor.

Ser gentil é quase como ser trouxa. Porque se colocar no lugar do outro também tá super fora de moda, nada in. Encontrar uma pessoa que se proponha a nos entender e nos ajudar, sem ao menos nos conhecer, é algo que, se acontece, nos choca. Nos deixa pertubados, desconfiados. Mas por que você está me ajudando mesmo? Simplesmente não faz sentido porque, hoje em dia, o hype é ser do mal.

O problema desse hype é que ninguém é do mal sozinho e, algum dia (na verdade, todos os dias), alguém vai ser grosso, chato, desnecessário com você. E você pode não ligar, se estiver em um dia tranquilo. Mas se for aquele dia em que você precisava de alguém que, se não te desse uma palavra de consolo, pelo menos não te tratasse mal, encontrar alguém grosseiro é uma tragédia de proporções dramáticas. Não foram poucas as vezes que saí quase chorando de algum lugar em um dia de TPM porque alguém havia sido grosso comigo. Outro dia, inclusive, tive que mentalizar um ‘man up, woman‘ em um banco daqui de Recife. Essa modinha de ser uó já foi longe demais. Não é saudável, não é legal, não é bonito.

Houve um tempo em que eu achei que o legal era ser chato, mesmo. Mau-humorado, irritável, antissocial. Que bom que a gente cresce e vê que, mesmo que a gente seja assim, não quer dizer que a gente não precise mudar. Não quer dizer que seja certo. Eu, particularmente, tenho um humor um pouco volátil e não muito fácil de lidar, mas aprendi a apreciar o valor da gentileza, porque conheço algumas pessoas abençoadas e gentis (como meu marido, por exemplo). E ontem, lendo um post da Anna sobre um rapaz gentil, parei pra pensar que  a gentileza precisa voltar a ser amada. Precisa ser reintegrada no hall de coisas importantes, coisas que valem à pena. As pessoas precisam voltar a ser gentis, porque bem só gera bem e nossa sociedade seria tão melhor se todo mundo pensasse um pouquinho no outro também, além de em si. Se as pessoas usassem fones de ouvido em ambientes públicos e se oferecessem para segurar os livros de quem está em pé no ônibus, vejam mesmo como o mundo seria um lugar melhor para quem precisa pegar ônibus para ir estudar ou trabalhar? Se os caras parassem de soltar cantadas imbecis para as mulheres e se as pessoas avisassem quando vão se atrasar, não seriam os dias muito mais fáceis de se viver?

Sim, seriam. Portanto, a gente tem mais é que parar de ser chato e começar a ser legal. E gentil.

Pensando nisso, resolvi criar uma campanha a favor da gentileza. Tenta integrar meus coleguinhas do mundo blogueiro nessa ideia de ter um mundo mais gentil, onde (entre outras coisas) todo mundo dê créditos pelo o que compartilha em seus blogs, não tenha medo de fazer amizades nem de deixar comentários gigantes em posts (porque a gente sabe que isso é tudo de bom, muito mais tudo de bom do que pageviews). Além dos ‘buttons’ que disponibilizarei abaixo, farei uma série de posts dando ideias de como ser mais gentil em diversas situações do dia a dia. Acredito que vai ser um exercício muito válido pra mim, porque eu própria preciso muito integrar a gentileza na minha rotina. E quem quiser se juntar a mim e compartilhar sua opinião sobre o tema (e quem sabe, dicas pra gente ser mais legal), é mais do que bem vindo! <3




Versão feita por Pablo.

Os buttons são esses acima. Vocês podem salvar com o botão direito do mouse e linkar o button para esse post aqui, ok? Assim, outras pessoas poderão entender e participar também! Se vocês quiserem um tamanho ou cor diferente, me avisem! (:

E é isso, gente! Provalvemente, esse é um esforcinho pequeno, levando em conta o tamanho do nosso mundo – mas se eu conseguir mudar a mim mesma, na verdade, eu já vou estar feliz. Carregar vocês nessa onda é só um plus.