Instagrão

  • Daqueles cantinhos que voc descobre e guarda no corao
  • casualmente being lra na timelinha de vocs curlyblond
  • tudo muda menos minha vontade de conhecer todas as cafeteriashellip
  •  sempre especial te reencontrar rafaellasouzar! E ainda mais conhecendohellip
  • Chewie se perguntando porque foi que a gente parou schnauzer
  • Que equipe incrvel que experincia massa blackfriday
  • hey ho lets go
  • meu companheiro de bingo que me ganhou 1 ventilador casalradical
Explore

Minimalismo

Capsule Wardrobe Minimalismo

Sobre o meu Capsule Wardobre, até agora

16 de setembro de 2015

Depois de um longo inverno sem atualizações, vim dividir algumas verdades sobre o meu que-ainda-não-é-mas-será capsule wardrobe. Ainda não consegui montá-lo, mas creio que até o fim do ano chegarei lá! De qualquer forma, o processo está sendo muito interessante e cheio de surpresas.

 – Sinto que aquela lista que eu fiz ainda sofrerá mudanças. Isso porque, como eu já disse aqui, nunca fui muito ligada em moda e vestia o que eu ‘achava’ que era legal (mas, não exatamente, o que eu gostava). Saltos, roupas apertadas, decotes provocantes – tudo isso não faz o meu estilo, mas são coisas que já usei e que achava que deveria usar. Estou descobrindo que estilo é vestir o que te faz sentir bem, sentir bonita, sentir confortável. Mas ainda é uma longa estrada até saber o que eu realmente AMO vestir. Tem algumas coisas que são óbvias, mas tem outras que só o tempo e o meu esforço em me autoconhecer irão mostrar.

 – Como (ao contrário da maioria das pessoas que eu conheço) o meu guarda-roupa nunca foi cheio, fazer a limpa TOTAL em todas as roupas que não condizem com meu estilo não foi possível (do contrário, eu realmente ficaria sem nada pra vestir). O que eu fiz foi tirar, por enquanto, algumas das peças que realmente me incomodavam e que eu não me via vestindo de jeito nenhum e ir comprando, aos poucos, peças que encaixam no que eu estou buscando atualmente. Já comprei algumas blusas, um short, sapatos e calças. Ainda preciso de coisas legais no setor de saias e vestidos, mas acho que estou mais próxima do que nunca de fechar o meu capsule, finalmente.

– Me sinto muito mais confiante vestindo peças que eu amo. É impressionante o que uma blusa com caimento legal ou aqueles mocassins com os quais você sempre sonhou podem fazer com o seu humor e a sua autoconfiança.

– Disse que ia tentar tirar fotos de look do dia e cumpri minha promessa, né? Pelo menos parcialmente. Não creio que vocês verão posts de look do dia aqui no blog, mas pontualmente posso dividir o resultado dos meus esforços para sair de casa apresentável no Instagram e na página do blog. Foi uma experiência até legal, embora eu tenha vergonha e mal consiga olha pra câmera. (:

– Estou adorando acompanhar outras pessoas que, inspiradas pela Caroline, do Unfancy, também estão tentando encontrar seu estilo próprio e gastar seus dinheirinhos apenas em roupinhas que amam. Eu e a Gabi, do Teoria Criativa, estamos passando pelo mesmo processo (sendo que ela realmente já conseguiu montar o seu capsule, enquanto eu ainda estou na batalha). Então, se vocês estão curiosos em relação à esse projeto, acompanhem lá no blog dela também.

E  vocês, o que acham desse projeto? Comentem!

Capsule Wardrobe Minimalismo

Meu Capsule Wardrobe

31 de Maio de 2015

Capsule Wardrobe

Como vocês devem estar acompanhando (ou não), está rolando um esforço sério da minha parte no que diz respeito a minimalizar e reduzir ao necessário, importante e querido todas as áreas da minha vida. Obviamente que a hora do guarda-roupa chegou e eu já comecei a trabalhar nele.

Uma ideia extremamente interessante que eu catei pela blogosfera gringa foi o capsule wardrobe. Já tinha visto a ideia inicialmente no blog Into Mind, porém ela me cativou mesmo foi no Unfancy, como eu já dividi aqui anteriormente. Caroline dividiu com os leitores, por dois anos, seu guarda-roupa de cada estação (ela passou um ano montando o guarda-roupa e, o segundo ano, fazendo algumas modificações), com direito a looks e dicas. Eu absolutamente amo o estilo de Caroline e isso bateu de uma forma em mim que decidi que já deu de me vestir com a roupa que cabe e com o que tem pra hoje. Tá na hora de gastar meu dinheiro apenas e exclusivamente com o que eu amo. E, pra isso, eu tinha que começar a descobrir o que eu amo né?

Basicamente, o que dá mais trabalho na construção de um capsule wardrobe é o fator autoconhecimento. Pode parecer bobo e ridículo, mas eu não tinha uma noção muito clara do que eu realmente curtia e o que eu queria usar. Parece familiar? Até agora, mesmo chegando à minha lista de desejados, eu não tenho total certeza do que eu amo usar, mas tenho um chamego por tudo que coloquei na minha lista. O que eu fiz pra descobrir qual é o meu estilo foi começar a observar direitinho quais roupas que eu usava e que eu me sentia bem e bonita. Também comecei a prestar atenção no estilo de amigas e blogueiras e nos itens que eu curtia e usaria, dos looks delas (Caroline, por exemplo, é uma das minhas inspirações no quesito estilo). Isso me ajudou a montar uma lista de peças legais para o guarda-roupa.

As regras que Caroline usou para montar o guarda-roupa dela foram adaptadas, obviamente, para a realidade dela. Assim sendo, as minhas também serão adaptadas para a minha situação. E elas serão as seguintes:

  • 40 itens, entre partes de cima, de baixo, vestidos e sapatos;
  • Loungewear, underwear, pijamas, roupas de ginástica, roupas de festa (casamentos, formaturas, etc) e acessórios não contam;
  • Como não temos estações do ano definidas aqui em Recife (só calor, quentura e mormaço), resolvi que ao invés de um capsule wardrobe por estação, eu montarei um agora e farei pequenas modificações (6 peças) a cada 3 meses. Mas não montarei outro capsule;
  • Qualidade, obviamente, está acima da quantidade, nesse projeto;
  • Tenho direito a substituir uma peça caso ela rasgue/quebre/se estrague/ não caiba mais e eu não possa mais usá-la.

Acredito que seja isso, mas me dou o direito de mudar de ideia em relação a algum dos itens conforme o tempo passar, uma vez que TUDO é autoconhecimento, né? <3

Então vamos à listinha. Os itens marcados são os que eu já tenho e o restante são os que eu preciso comprar (observem que ainda tenho sérios buracos no guarda-roupa que, atualmente, estou preenchendo com itens que tenho e não amo, porque andar pelada não é uma opção. Mas chegarei lá, gente, chegarei lá!):

Partes de cima:

  1. Blusa Branca;
  2. Blusa Preta;
  3. Blusão Branco com dizeres;
  4. Blusão Azul;
  5. Blusão Cinza;
  6. Blusão Verde;
  7. Regata Branca;
  8. Regata Cinza;
  9. Regata Preta;
  10. Blusa Listrada Preta & Branca;
  11. Suéter Listrado Preto & Branco;
  12. Suéter Listrado Vermelho & Branco;
  13. Camisa Xadrez;
  14. Cardigan Cinza;
  15. Cardigan Amarelo;
  16. Cardigan Preto;

Partes de baixo:

  1. Jeans azul destroyed (reto ou skinny, 100% algodão);
  2. Jeans preto (reto ou skinny, 100% algodão);
  3. Jeans claro (reto ou skinny, 100% algodão);
  4. Legging preta;
  5. Short jeans azul;
  6. Short jeans colorido;
  7. Short jeans cintura alta;
  8. Short de tecido cintura alta;
  9. Saia de tecido (cor/estampa a definir);
  10. Macacão jeans;

Vestidos:

  1. Vestido Bege;
  2. Vestido Branco;
  3. Vestido Preto;
  4. Vestido Estampado (a definir);

Sapatos:

  1. Sapato de Salto Plataforma Branco;
  2. Sapato de Salto Plataforma Preto;
  3. Sapatilha Preta (Boneca);
  4. Sapatilha Preta;
  5. Sapatilha (cor a definir)
  6. Birken Azul Escura;
  7. Mocassim Caramelo;
  8. Sandália Gladiador;
  9. Ankle Boot;
  10. Tênis All-Star;

Vou ver se crio coragem e divido alguns dos meus looks com vocês no meu Instagram (@mandyarruda, gente!) – só pra mostrar que é possível se vestir tranquilamente com poucas peças. E vocês? Se tivessem que viver com 40 peças, que peças seriam essas? Comentem! (:

Compartilhe o amor Listas

Compartilhando o amor: 30-Day Minimalist Challenge

18 de Janeiro de 2015

Compartilhando o amor: 30-Day Minimalist Challenge

Hoje é domingo e domingo, creio, é um dia maravilhoso para ficar de pijama, deitada na sua cama nova, se atualizando nos blogs mais legais do universo. É, é isso que eu estou fazendo agora. E achei que vocês deveriam fazer também, razão pela qual resolvi dividir com vocês, hoje, os links mais legais da última quinzena. O Compartilhe o Amor de hoje vai ter mais links do que anterior, por razões de: vocês são maravilhosos e fazem muita coisa boa e eu não consegui pensar em uma boa razão pra não compartilhar isso com o mundo. Pois é! Então vamos ao que interessa: os links mais legais pra preencher uma partezinha do seu dia de amor! <3

  1. A Bruna Vieira compartilhou, em seu canal do Youtube, os seus aplicativos secretos de fotografia (aqueles que a gente tem e não quer contar pra ninguém, sabe?). Achei muito altruísta da parte dela (além de ter amado todas as dicas) e, por isso, super indico o vídeo!
  2. Gabi, do Teoria Criativa, compartilhou com o público dois posts muito legais: a repaginada que ela deu no home-office dela (que ficou MUITO lindo e completamente inspirador) e vários calendários SENSACIONAIS para imprimir e deixar seu home-office/quarto/baia de trabalho mais lindo e feliz. Tô aqui chateada quase porque ganhei um calendário super fofo esse ano e não faz sentido imprimir nenhum desses. </3
  3. A Vic, do Borboletando, está maravilhosamente compartilhando uma lista de 52 álbuns para escutar em 2015 – e eu quero apenas dizer que a lista começou com Britneide, coisa com a qual eu não podia concordar mais. Essa série de publicações faz parte do desafio de mesmo nome, criado por ela. Se você quiser participar, indicando uma vez por semana um álbum legal pros coleguinhas ouvirem, clique aqui e spread the love.
  4. Eu descobri, no blog da Babee, uma série de posts super legal (que foi criada recentemente e é atualizada toda sexta) chamada Sexta-feira Minigameira e, claro, ADEUS produtividade! Ela indica vários joguinhos legais pro celular e que prometem acabar com qualquer momento de tédio. Adorei Simcity Buildit, tô viciada e, caso vocês queiram acompanhar as indicações, cliquem aqui. Outra coisa muito legal que ela compartilhou em seu blog foi um vídeo bem inspirador, chamado Nobody Tell This To Begginers. Indico a todo mundo que tá começando em qualquer tipo de carreira e, algumas vezes, tem a bad de achar que nunca vai chegar lá.
  5. Descobri o Into Mind no comecinho do ano e apenas amei! Todos os posts daquele blog são sensacionais para quem quer investir mais numa vida mais simples e minimalista, mas queria indicar especificamente 30-Day Minimalist Challenge, que pode ser feito em qualquer mês, na realidade, e pode nos ajudar a dar uma ‘limpa’ na vida e deixá-la mais prática e simples.
  6. Ainda sobre minimalismo: há quem ache que ser minimalista é viver numa casa vazia, com um copo, um prato, uma panela e nada que mostre quem somos ao mundo. 1 dica: não é. E adoro a Thais, justamente por ela levantar essa bandeira. Ela compartilhou um post muito válido, no Vida Organizada, sobre encontrar o nosso limite de ter menos coisas. Recomendo!
  7. Quem me conhece sabe o quanto eu amo velas. E o quanto eu amo DIY – embora não me jogue muito em projetos do gênero por conta de tempo (que tá difícil) e espaço (ainda não tô na minha casinha, daí já viram, né?). Por isso, amei de coração essa dica da Dani, do Ricota Não Derrete, para criar um porta vela fofinho e baratinho! Dani é supertalentosa e adoro as ideias dela de decoração, apenas sensacionais!
  8. Essa semana estava louca tentando fazer cachos no cabelo com a minha chapinha e, depois de muitas tentativas (e erros), descobri esse vídeo super legal da Camila Coelho, ensinando uma técnica que deixa os fios com cachos perfeitos. O vídeo é do canal dela em inglês, não sei se ela ensinou a técnica no canal brasileiro, mas vale a busca!

Curtiram os links? Se quiserem deixar algo para eu ler/assistir também, não deixem de comentar! 😉