Instagrão

  • No tava crendo no quanto o mar estava maravilhoso dahellip
  • kombucha  morango  gengibre
  • quando a tpm fala mais alto e a sua amigahellip
  • nosso menino de v
  • meu de estimao
  • Que experincia incrvel! Nunca pensei que eu era uma perahellip
  • beautiful coffee stay with me
  • quando a gente se encontra sempre  como se ahellip
Explore

microrresoluções

Da rotina Listas

O que eu quero de 2016

4 de janeiro de 2016
Foto: Jana Martish

Foto: Jana Martish

2016 chegou e quero dizer apenas: segura aí essas expectativas que eu tenho pra você. Adoro esse sentimento de que podemos fazer tudo o que quisermos e que, dessa vez, apenas dessa vez, vamos acertar na mão e aprenderemos com nossos erros.

Esse ano, estou trabalhando em microrresoluções, resoluções pequenas, diretas e específicas, que respondem a objetivos maiores que temos nas nossas vidas. Todo o conceito de microrresoluções está no livro Small Move, Big Change, então quem tiver interesse, pode dar um checada nesse livro (se não me engano, já tem uma versão traduzida sendo vendida aqui no Brasil). Em resumo, são objetivos menores, que especificam o que exatamente precisamos fazer, para chegar ao que queremos. Essas microrresoluções têm a intenção intrínseca de se tornarem hábitos, sendo assim muito mais simples que nós cheguemos onde desejamos. Elas também devem ser fáceis, para que consigamos executá-las e automatizá-las. Por exemplo, se você quer perder peso, deve comer de forma mais saudável e se movimentar mais. Mas, para que você consiga chegar lá, cada uma dessas resoluções (comer de forma saudável e se movimentar mais) deve ser quebrada em várias microrresoluções (comer 1 fruta por dia; comprar um copo grande e enchê-lo de água sempre que secar; usar as escadas 1 vez por dia; caminhar por 20 minutos, três vezes por semana; etc). Também não se deve seguir mais de duas microrresoluções por vez e o tempo que se leva, em média, para habituar-se ao que se treina é de 4 a 8 semanas.

Isso dito, informo que já comecei a fazer as microrresoluções do ano (estão aqui, no meu Listography, pra quem quiser ver – mas ainda não terminei, hein?). Obviamente, não posso começar todas as mesmo tempo, pelo bem do meu foco, então ainda vou eleger as áreas mais comprometidas da minha vida e focar nelas, inicialmente. Com certeza, uma delas será a saúde e o bem estar, em geral, porque estive tão doente ano passado que, definitivamente, parece ser o correto a se fazer. Anyway, de forma geral, eis os objetivos maiores que quero atingir em 2016:

  1. Perder peso e ganhar tônus muscular – de forma saudável;
  2. Gastar dinheiro mais racionalmente, levando em conta as prioridades;
  3. Viajar mais;
  4. Controlar minha ansiedade;
  5. Organizar melhor a minha casa (principalmente o quarto do guarda-roupa, que já está se tornando o quarto da bagunça).

Se eu tivesse que escolher uma palavra para identificar o que eu quero nesse ano, essa palavra seria equilíbrio. Seria maravilhoso encontrar esse equilíbrio  bonito entre diversão e labuta, entre o natural e o que exige esforço.  Inclusive: essa é não apenas a palavra do meu ano, mas também o meu maior desafio.

E vocês, o que esperam de 2016? Comentem!