Instagrão

  • No tava crendo no quanto o mar estava maravilhoso dahellip
  • kombucha  morango  gengibre
  • quando a tpm fala mais alto e a sua amigahellip
  • nosso menino de v
  • meu de estimao
  • Que experincia incrvel! Nunca pensei que eu era uma perahellip
  • beautiful coffee stay with me
  • quando a gente se encontra sempre  como se ahellip
Explore

Cupom de Desconto

Livros & Outros Amores

Últimos lidos e amados

21 de setembro de 2017

Foto por: betulvargun

Até que li um bocadinho nos meses que passei longe daqui. Ainda estou longe da minha meta de 20 livros (faltam 6), mas acho que andei bastante com ela. É um meta pouco ambiciosa quando se compara com a quantidade de livros que algumas pessoas leem – tem gente com meta de 100 livros, gente – mas é o que eu sei que é possível pra mim, levando em consideração meu estilo de vida agora. Gosto do equilíbrio e essa meta é algo que me ajuda a dar tempo pra leitura – mas também deixar tempo para outras coisas que quero fazer, como ver filmes, acompanhar séries, fazer uns bordados ou, simplesmente, curtir uma tarde de domingo sem fazer nada. Não gosto de tornar hobbies em obrigação.

Isso dito, algumas leituras realmente ressonaram no meu coração e quis dividir com vocês. Vem conferir:

As Boas Mulheres da China – Xinran

Um relato muito importante sobre a situação das mulheres na China. É chocante, é pesado, então esteja preparado psicologicamente quando catar esse livro para ler. São histórias diversas, de vários cantos da China, que a jornalista Xinran teve a oportunidade de conhecer quando tinha um programa de rádio, no país, voltado para as mulheres. O absurdo de algumas situações (como a da moça que fez amizade com uma mosquinha, pois ela havia dado o único carinho que ela recebera na vida) dá ao livro um quê de conto, um quê de mitológico – embora até onde se saiba tudo seja tudo verdade.

My (not so) Perfect Life – Sophie Kinsella (versão em português)

Depois de um longo inverno longe dos livrinhos de ficção, voltei feliz com esse escrito da Sophie Kinsella. A história é bem leve e fala um pouco sobre essa diferença entre o que a gente mostra para os outros na internet e a realidade da nossa vida. A forma como o livro faz isso é através da história da personagem principal, uma moça que se muda do interior do país para Londres, como era seu sonho desde sempre e vive uma vida, na real, bem diferente das fotos que publica no seu Instagram. Não posso falar muito mais para não me arriscar a dar spoilers, mas: é uma leitura leve, fluida e cheia daquelas borboletas que bons livros de romance trazem pra gente. A personagem principal é totalmente gostável e você torce por ela em todos os momentos do livro. Adorei!

After You – Jojo Moyes (versão em português)

Depois de quebrar o meu coração com o “Como Eu Era Antes de Você“, não tive lá muita certeza se ia ler o “After You”. Porém QUE BOM que eu resolvi dar essa chance pra ele. O livro, que segue contando a história de Louisa depois do que aconteceu no primeiro livro (não vou falar nada porque vai que você não leu, né?) é reconfortante, apesar da vida da personagem principal não ser lá muito fácil em diversos momentos. Ou talvez seja exatamente por isso que ele é reconfortante. Nossa vida não é fácil, em muitos momentos, e a gente faz bosta, fica em negação e demora milênios para sarar uma ferida e dar o primeiro passo nas coisas que nos dão medo. Louisa é gente como a gente e vai aprendendo a andar de novo ao longo dessa história. Terminei esse livro com aquele sentimento de que NUNCA deveria ter parado de ler a Jojo (já estou, inclusive, com um livro dela na minha estante de lendo, porque apenas necessário).

Deslocamento – Lucy Knisley

Na última promoção da Amazon arrematei mais um livrinho da minha ilustradora favorita, yay! Nesse livrinho Lucy fala da relação com os avós e o sentimento de culpa/impotência em relação à velhice deles e o que a velhice traz. Tem uma carga um pouco mais pesada do que os outros livros que li dela (French Milk, An Age of License e Relish) e, arrisco dizer, não é um dos melhores trabalhos dela. Mas, ainda assim, foi uma leitura legal, com desenhos legais e pontuações muito válidas. Então, no regrets, just love.

A Guerra que Salvou a Minha Vida – Kimberly Brubaker Bradley

Meu Deus, nem esperava que fosse amar tanto esse livro quanto realmente amei. Comprei o bonitão na última promoção da Amazon também e, gente, primeiro: ele é lindo. É uma edição linda, de capa dura e tudo mais (meu fraco), com marcador de página de cetim e tudo. Segundo, a história é maravilhosa. Ela se passa com a Segunda Guerra Mundial de fundo, mas isso não é a coisa mais importante nas história. O foco, nesse livro, é a batalha pessoal de Ada, uma menina de 10 anos que não apenas não tinha qualquer amor da mãe como também era menosprezada e extraída do convívio das outras pessoas por uma simples razão: nascer com o pé torto. A história toda é o passo a passo de Ada reaprendendo, longe do ser abusivo que era a sua mãe, não apenas a andar, mas a aceitar amor e a se amar. É um livro belíssimo, que ao fim me deixou com a sensação que não deveria ter acabado.

Se interessou por algum desses? Não deixe de checar no Cupom Válido para ver se tem aquele descontinho amigo para chamar de seu. Eles são parceiros do blog e vi aqui que tem uns 8 disponíveis pra Amazon e um deles é de 10%, hein? Achei correto!

E se você já leu algum desses livros, me conta mais sobre o que você achou nos comentários! 😉