Instagrão

  • All blue outfit
  • s h i n e
  • grossianes sim maravilhosas tambm
  • Juba para combinar com esse solzo em selfiany
  • alltime favorites
  • Comemorando a chegada da sexta com quem escuta meus resmungoshellip
  • Fui obrigada a cometer este cupcake por motivo de forahellip
Feminices Pele Roacutan

Roacutan: Diário de Bordo – 5 meses

4 de julho de 2016

Foto: whitelivingetc

Aqui estou do alto do quinto mês de tratamento com Roacutan para dividir com vocês como está sendo essa caminhada. Estou muito feliz de que, agora, já estou em mais da metade do tratamento e o fim, meus caros, está próximo. Para quem não vem acompanhando o diário, minha dose é de 40mg e eu farei 8 meses de tratamento (why soooo long).

Para início da nossa conversa, o último exame de sangue (feito ao fim do quarto mês) deu absolutamente normal. Viva! Estava muito preocupada que as triglicérides fossem aumentar ainda mais, mas muito pelo contrário – elas diminuíram. Sozinhas. Com o total de 0 dietas. Não quis acreditar quando peguei os resultados, mas dei, obviamente, graças a Deus, porque não estava nem um pouco afim de deixar o tratamento pela metade.

Continuo comendo do jeito que estava comendo antes do tratamento começar – algumas vezes faço a festa, mas no geral é comida bem normal. Tenho levado muita marmita pro trabalho, então não consigo ser muito vida louca no aspecto alimentício da vida. Não estou fazendo exercícios físicos, porque a crise, ela chegou, e eu tive que sair temporariamente do Muay Thai. E como não tenho coragem/paciência para as opções free de exercícios físicos, estamos bem sedentários no momento mesmo, obrigada. Também tenho respeitado a advertência de não ingerir álcool e minha sangria do dia dos namorados foi feita com suco de uva. Pois é. Ninguém disse que seria fácil, mas estou levando.

Quanto à pele, bem. Achei que seria dessa vez que eu publicaria uma foto aqui, but not yet. Na verdade, a coisa nem tá tão ruim assim. Tive uma melhora bem notável. A piora passou, depois de um tenebroso inverno. A única tristeza é que zilhões de marquinhas vermelhas ficaram, agindo como um ‘as espinhas todas do mundo estiveram aqui’, right on my face. Eu ainda não me sinto muito bem na minha pele, nem quero aparecer em fotos sem maquiagem, mas noto uma melhora. A parte da minha pele onde as espinhas não estouraram está maravilhosa – o que, basicamente, é o resto do rosto menos as bochechas.

O queixo despela de vez em quando, que é uma área na qual eu nunca tive muitas espinhas, mas a parte que eu quero que despele, que são as bochechas, essa não despela nem com a bexiga. Tenho a esperança que mais para o fim do tratamento ela dê uma despelada e limpe melhor a pele. De qualquer forma, minha dermatologista já disse que a partir do sexto mês vai passar algo leve para cuidar das manchas, então elas não devem ser um problema por muito tempo.

Essa semana, depois de praticamente um mês de pele lisinha, apareceu uma nova espinha, enorme, na minha bochecha (claro). Graças aos céus, não é interna, então deve ir embora logo. Não tenho cutucado tanto as espinhas, mas algumas demoram tanto a ir embora que perco a paciência e termino expulsando-as eu mesma. Tanto faz, porque mesmo as que não espremo deixam marcas, não tem muito o que fazer.

Quanto aos efeitos colaterais, o clássico permanece, firme e forte: ressecamento em todos os lugares possíveis e imagináveis. Tornou-se parte da minha vida sorrir um pouco menos aberto, para evitar um lábio rachado (e um possível sangramento). Espero que as pessoas não achem que eu sou falsa por conta do meu sorriso ridículo. Moça, não é nada com a senhora, I just can’t.  O cabelo está bem seco, mas consigo lidar bem com ele. Lavo apenas uma vez por semana e ele tem caído bem menos depois dessa decisão. Têm aparecido zilhões de pelos encravados por conta da pele ressecada, o que é um saco, porque eu nunca consigo lembrar de passar hidratante. Você pensaria que tomando Roacutan eu lembraria, porém não. Eu moro em Recife, for God’s sake. A umidade equivalente a viver em uma sauna deveria ser suficiente.

Meu olho incomoda um pouco, algumas vezes por semana, então eu apenas pingo um pouco de colírio lubrificante nele e tudo dá certo. No geral: tudo secou, gente, e não tem água nesse mundo que hidrate. Mas sigo bebendo o máximo de água que posso/consigo. Algumas vezes, devo admitir, não é muito.

Um efeito colateral bem chato é a tal das dores nas juntas. Gente, me sinto uma velha de 80 anos com essas dores. Quando estou trabalhando e tal, me movimento muito, então não sinto dores nem nada. Porém, nos fins de semana, quando eu estou em casa, jogada no sofá por horas, e preciso me levantar para pegar alguma coisa, tudo dói. A coluna, o cóccix, as juntas do joelho, o tornozelo. Saio andando toda encriquilhada, resmungando um ai, ai em direção à geladeira, ao banheiro ou ao que quer que eu tenha achado que era uma boa ideia e terminou, no fim, não sendo.

O meu sono também tem estado irregular. Eu sou, gente, uma pessoa de sono solto. Eu durmo a noite inteira. Eu não fico de palhaçada, acordando de duas em duas horas. Mas agora, aparentemente, não. Agora eu sou uma pessoa que dorme e acorda 800 vezes por noite. E é horrível. Não acontece todas as noites, mas é um problema que bate ponto umas duas/três vezes por semana, o que é incômodo o suficiente. E interessante é que eu estou sempre CAINDO de cansada bem cedo. 21h é o meu máximo, sendo que semana passada eu fui pra cama, em um dos dias, às 20h! Não entendo como alguém pode estar tão cansada, cair no sono assim que a cabeça toca o travesseiro e, ainda assim, ter um sono tão ridiculamente irregular. De qualquer forma, tenho sobrevivido a esse drama. Como não acontece TODOS os dias, consigo me recuperar entre os dias em que acontece e permanecer, assim, um ser humano.

Ainda estou usando o Dermotivin para limpar a pele (só lavo uma vez por dia, à noite). Uso a Água Micelar, da L’oreal, para demaquilar e o BB Blur, da Effaclar, no lugar do protetor. Continuo firme e forte com o lip balm azul escuro da Nivea e quanto aos colírios, compro um diferente cada vez que eu vou na farmácia, porque nem vale tanto à pena investir neles pra mim, meus olhos não incomodam tanto e os baratinhos resolvem o problema.

Queria agradecer os comentários de vocês nos posts anteriores e dizer que fazendo o meu melhor para ajudar com alguma dúvida que vocês tenham (se eu não respondi algum comentário, não me matem, a vida não tá fácil, de verdade!).

Então se você já fez esse tratamento ou está fazendo ou quer fazer e tem algo para adicionar ou perguntar, por favor, deixe sua contribuição logo abaixo e eu te responderei. Não sei muita coisa, mas podemos trocar umas figurinhas. (:

  • Reply
    Alef Bass
    4 de julho de 2016 at 09:57

    Nunca conheci uma pessoa que precisou de fazer o tratamento com o roacutan contra espinhas, mas já ouvi muito falar e a grande maioria dos casos foram de sucesso!
    Espero que tudo dê certo! bjs

  • Reply
    Maly
    13 de julho de 2016 at 07:47

    Morro de vontade de fazer o tratamento… Tenho acne adulta e já tentei de tudo, sem grandes resultados. Mas mudei de país e acho que fica praticamente impossível. 🙁

  • Reply
    Nicas
    13 de julho de 2016 at 18:45

    Pra não esquecer de passar hidratante, tô apelando para aqueles de banho, da nivea mesmo, não achava que daria resultado, mas pra mim deu sim (e melhor uma hidratação mais ou menos do que nada, o de banho é barato e eu lembro de passar, então tá ótimo).

    Outra coisa que tô pra fazer post é um creme de cicatrização de tatuagem, na verdade ele é um composto de várias manteigas e não tem parabenos nem conservantes, é super natural e hidrata pra caramba. Minha tatuagem já cicatrizou e continuo usando nos pés e cutículas porque senti muita diferença, chama Easy Inn. Talvez te ajude nas regiões mais secas. 😉

  • Reply
    Oliv
    19 de julho de 2016 at 10:20

    Amanda, conclui meu tratamento com Roacutan (mesma dosagem que a sua) no começo de Junho. Não foi fácil, mas também não foi nada impossível. Meu principal problema era o ressecamento na boca. Ela ficava MUITO ressecada e vermelha, principalmente embaixo dos lábios, e como na sala que trabalho o ar-condicionado é ligado direto, só piorava. Eu usava Bepantol labial todos os dias, várias vezes ao dia. Testei outros regeneradores labiais de outras marcas, mas o melhor é o Bepantol (a única coisa ruim é que ele é branco, não transparente, então se passar muito fica parecendo que tá com pomada na boca). A pele fica sensível também, então às vezes um arranhão ou uma coçada mais forte ficava machucado. Se fosse algo mais sério eu passava Bepantol Derma (sim, virei super cliente de Bepantol). Tentei alguns hidratantes, nenhum deu um resultado muito satisfatório no sentido de prevenção, então eu agia mais quando a pele reclamava. A parte de ficar sem álcool também foi triste. Todas as festas e saídas com amigos, todos bebendo e você no suco.

    Passado um mês e pouco estou bem satisfeito com o resultado. Alguns cravinhos aparecem vez ou outra, mas nada sobrenatural. A oleosidade da pele aumentou, mas também não é como era antes. Meus exames de sangue também nunca apresentaram nenhuma alteração. Então pra mim o tratamento valeu super a pena. As pessoas ao meu redor faziam um terrorismo do remédio e vi que não é nada disso (inclusive, antes de usar consultei 2 dermatologistas).

    Bom, é isso. Minha dica é o Bepantol. Ainda tenho eles em casa, mas nunca mais precisei usar.

  • Reply
    VANESSA BRUNT
    6 de agosto de 2016 at 14:43

    Manda, primeiramente gostaria de dizer que estou super encantada com este seu cantinho! Senti que estava em casa, fiquei aconchegada e é uma alegria navegar por aqui. E sobre a postagem: que detalhamento sensacional! Tantos alertas, dicas e inspirações até de vida inclusos- indo além dos próprios processos necessários voltados ao medicamento. Nunca usei o roacutan e até então não tive necessidade, mas é maravilhoso, ainda assim, mergulhar em destrinchares como o seu, ainda mais com uma elaboração tão deleitosa e disposta. Adorei.

    http://www.semquases.com

    • Reply
      Amanda
      8 de agosto de 2016 at 08:01

      Que fofa você, Vanessa! Obrigada pelo comentário e apareça sempre! (:

  • Reply
    Priscila
    9 de agosto de 2016 at 09:57

    Estou no segundo tratamento. Tomo 20 mg e estou no fim do terceiro mês. Dessa vez, foi pra tratar a pele com aspecto áspero e algumas acnes ainda resistentes. Tenho 31 anos e, de início, fiquei bem preocupada com as possíveis reações que eu poderia ter, visto que já não sou tão nova como quando tomei Roacutan pela primeira vez.
    De todos os possíveis efeitos colaterais, apenas o ressecamento e o aumento do colesterol total é que estão presentes. Os triglicérides incrivelmente baixaram.
    Os lábios só têm alívio com muuuuito Bepantol Baby (ou genéricos, haja vista a crise) quando estou em casa e o balm azul da Nivea. Também tenho usado soro fisiológico para o ressecamento nasal e meu lubrificante ocular varia muito.
    Na pele, só uso hidratante de vez em quando, quando lembro. Minha região tem ficado um pouco mais seca e, às vezes, a pele fica bem ressecada e costuma coçar. Daí apelo para o Nívea da latinha ou qualquer outro mais potente, para pela extrasseca.
    A água varia muito. Tem dias que lembro de tomar dois litros e tem dias que só lembro quando tenho sede.
    No mais, não tenho tido efeitos que me incomodem muito. Acho que é muito relativo. Também não sou daquelas que leem bulas e começam a sentir tudo o que está descrito ali.

  • Reply
    Julia
    24 de agosto de 2016 at 23:35

    Muito bom seu texto, super explicativo e bem escrito! Me senti acolhida. Comecei agora, terminei a segunda caixa e derepente vieram os efeitos. Meus lábios doem, sangram, tem feridas. Estou muito triste, estou finalmente engatando um paquera, será que nosso beijinhos irão me machucar? *lagrimas* help! me responde!
    E a dor nas juntas (costas no meu caso) e a depressão aparecem em alguns momentos.
    Escreva mais! É uma experiência que muitas pessoas passam e precisam de alguém para trocar sobre.
    Bjs!

    • Reply
      Amanda
      25 de agosto de 2016 at 10:07

      Oi, Julia, bem-vinda! Você pode ver todos os posts que escrevi sobre o assunto na tag Roacutan: http://amandaarruda.com/category/feminices/pele/roacutan/

      Anyway, sobre os lábios ressecados: se você cuidar deles direitinho, não haverá problema nenhum. Eu continuo beijando normalmente e olha que eu nem cuido tão bem assim dos meus. Se joga no bepantol quando for dormir e, durante o dia, usa o lip balm azul escuro da Nivea, que é maravilhoso.

      A depressão só apareceu logo no começo do meu tratamento e não voltou mais (graças a Deus), já as dores nas juntas me infernizam até hoje, que já estou no 7º mês. Fazer o quê né?

      Acho que tenho só mais dois posts a escrever, mas leia os antigos, acho que talvez te ajudem mais. 🙂

  • Reply
    nara
    27 de setembro de 2016 at 19:00

    Oi! Meu tratamento é de 5 meses (com possibilidade de um sexto mês). Acabo de entrar no 4º mês e o efeito colateral que mais continua a me incomodar é o ressecamento labial. Hidratante corporal também não funciona e meu cabelo está só a graça de tão seco. Há 1 mês percebi que meu cóccix, minha lombar e meus calcanhares estão mais do que doloridos! Pareço uma velhinha. Não havia feito uma relação dessas dores com o medicamento (também tomo 40mg/dia), foi muito bom encontrar seu texto. Fui ao ortopedista e ele não encontrou nada de anormal nos exames. Acho que a dor deve ser por conta do medicamento mesmo.
    Bom tratamento pra você! Bjos.

  • Reply
    Lorena
    3 de outubro de 2016 at 14:31

    Oi… também estou na mesma saga… 4º mês e caminhando…. Deus me ajude! rsrsr
    Por favor, faz mais relatos dos meses finais e os resultados, expectativas, etc… se possível com fotos rsrsr… estes post inspiram e dão força.
    Bj!

  • Reply
    SHÍRLEY SOUZA E SILVA BARBOSA
    19 de março de 2017 at 00:15

    fiz o tratamento por cinco meses, mas eram 9n meses. mas estou mal com muita coceira na pele e dor insuportável na coluna. vou nadar e trava tudo. minha pele manchou exageradamente. parei o remédio agora e ainda não si se vai melhorar

Leave a Reply