Amanda Arruda - Lifestyle, Decoração, Livros e Feminices - Página: 14
Feminices, Pele

Update – Minha rotina atual de cuidados com a pele

Minha rotina de cuidados com a pele

Eu tenho tentado, ao máximo, tornar a minha rotina de beleza mais simples e efetiva. Uma grande mudança em relação à minha estratégia anterior é que eu estou, agora, lendo rótulos e procurando coisas que não agridam a minha pele – que apesar de ser oleosa, não lida bem com agentes irritantes, ficando com partes ressecadas, avermelhadas e irritadas. Essa mudança foi incitada pela leitura do livro The Original Beauty Bible, um ótimo livro de referência no que diz respeito à saúde e beleza da pele e das unhas. A autora joga algumas verdades que eu, noob que sou em assuntos belezísticos, não fazia ideia. É uma leitura bem legal pra quem não manja tanto dos paranauês – e até pra quem manja um bocadinho.

Enfim, voltando ao foco: a minha postura atual em relação a minha rotina de beleza. Comecei por tirar os agentes irritantes de cena, o que inclui cortar qualquer produto que contenha: álcool, sódio lauril-sulfato, ácido cítrico, cânfora, mentol, etc.  Ou seja: not an easy task, porque tem MUITA coisa com esses ingredientes no meio. Inclusive, quando fui passar o olho nos rótulos dos produtos que eu já tinha, pouquíssimos conseguiram se safar (nem meu, até então, amado e idolatrado gel de limpeza Effaclar para peles sensíveis!). Doei a maioria dos meus produtos de beleza e estou refazendo, aos poucos, meu estoque com coisas que eu realmente use e que não me façam mal. As rotinas que descreverei abaixo são resultado desse esforço para tratar melhor minha pele e ver se ela para de se revoltar comigo, haha!

AM

Para limpar a pele eu uso o Gel de Limpeza Dermotivin Original (a versão de 200ml tem um preço bem salgado, mas a de 70ml é pagável), para peles mistas e oleosas. Ele não contém nenhum agente irritante da lista principal da Paula e isso já ficou óbvio pela forma como minha pele se comporta depois que eu o utilizo – sem aquela secura excessiva, sem locais vermelhos e irritados. Se minha pele estiver num mau momento, aplico o Effaclar Duo e, em seguida, o protetor solar Capital Soleil, FPS 30. Caso eu resolva usar maquiagem, troco o protetor pela base compacta da SpectraBAN (que tem FPS 39) e sigo com a maquiagem.

PM

Se usei maquiagem, eu uso Shampoo Johnson neutro antes de tudo, uma vez que ele remove de forma rápida e sem drama a maquiagem dos olhos e da pele (infelizmente, ele contém agentes irritantes, portanto já estou procurando uma opção menos agressiva para a minha pele). Depois utilizo, novamente, o Gel de Limpeza Dermotivin (lavo duas vezes, para ter certeza que quaisquer resquícios de maquiagem e protetor solar foram embora) e, por último, uso novamente, o Effaclar Duo.

Ainda quero adicionar à minha rotina: um tônico, um base com protetor com um toque mais seco e mais leve (achei a SpectraBAN meio pesada, o que me incomoda), um demaquilante menos irritante e um hidratante para a noite mais leve que o Effaclar Duo (para quando a minha pele estiver se comportando bem).  Quem tiver indicações para fazer, deixa aí nos comentários!

Como é a rotina de cuidados com a pele de vocês?

Da rotina, Mundo Blogueiro

Sobre a nova fase do blog

Créditos: Natalie

Tenho estado inquieta em relação ao blog (e a vida) e essa inquietude é boa, porque me faz querer mudar coisas e fazer melhor. Como alguns podem ver (se você lê meu feed, essa mudança passou despercebida pra você), eu mudei a linha visual do blog. De uma marca mais ‘certinha’ e ‘preto no branco’, para uma mais fluida e mais ligada ao meu momento atual. Muitas pessoas dizem que é ruim ficar mudando tanto a marca de um blog e sua identidade visual, porém: o meu blog é pessoal e PRECISA acompanhar as minhas fases. Por isso, hoje o blog está cinza + preto + branco (minhas cores favoritas na vida) e prezando pelo básico, pelo mais simples.

Comentei com uma amiga que estava pensando em uma nova linha editorial pro blog, mas percebi que isso não é necessário, porque o meu blog já me dá toda a liberdade que eu preciso. Eu posso falar sobre o que eu quiser aqui, afinal esse blog é sobre pedacinhos da minha vida que eu quero compartilhar. Portanto, sim, esperem algumas informações novas, mas não, não haverá mudanças dramáticas no conteúdo.

Também pensei em finalmente organizar um calendário editorial para o blog, mas acho que isso vai criar uma pressão que eu não queria nesse espaço aqui. Portanto, vou continuar seguindo minha intuição e deixando essa cantinho atualizado quando me bater a vontade de atualizá-lo. O que pode ser 3 vezes por semana ou, como já aconteceu, nenhuma. Eu sei que alguma rotina é saudável e espero conseguir manter uma, mas o blog não é, no presente momento, uma obrigação, portanto não vejo porque tratá-lo como tal.

O que eu quero, nessa ‘nova’ fase, é: mais fotos, mais posts curtinhos sobre a minha vida (do tipo que eu leio muito nos blogs gringos e que eu curto bastante. Compartilhar, por exemplo, uma lista das coisas que eu fiz no fim de semana ou wishlists) e mais posts sobre Yoga, Minimalismo e Simplicidade Voluntária. Certamente vai rolar também alguns textos sobre minha nova fase no casório, já que FINALMENTE vamos nos mudar pro nosso apê e já começamos o processo de definir a decoração e comprar coisas. Mal espero para estar lá, mal espero para dividir isso, aqui.

Então é isso, gente. Eu estou mudando e, por isso, o blog também. Inclusive, aproveitei o impulso e mudei também a hospedagem do blog. Agora a gente está na Nuvem Hospedagem, que já havia sido super bem recomendada pela Aninha e que foi tão amor comigo quando fui tirar milhares de dúvidas com o pessoal de lá, essa semana, que também já recomendo fortemente.

Mudanças não são algo que eu goste. Na verdade, sou meio avessa a elas, embora admita que mudar faz parte do nosso processo de amadurecimento. E quando a mudança já aconteceu por dentro, mudar por fora não é opcional. É necessário e faz um bem danado, porque tudo começa a fazer sentido. (:

Minimalismo, Wishlist

Wishlist #1

WishlistMocassim | Calça | Antelios Unifiant | Blusa | Dermovitin | Colar | Short | Relógio | Bolsa

Os trabalhos para pensar em como seria meu capsule wardrobe estão a todo vapor e essa minha wishlist é prova cabal disso. Coloquei apenas itens que eu amaria ter comigo e coisas que eu quero muito testar no meu dia a dia (como é o caso do gel de limpeza e do protetor solar). Novos desejos significarão novas wishlists divididas com vocês. Assim, eu consigo manter sob controle minha ânsia de gastar em bobagem e guardar o dinheiro pra gastar em coisas que eu realmente quero. (:

O que vocês acharam da wishlist? Algo que vocês desejem também?

Da rotina, Minimalismo

Minimalizando

 

Créditos: Neest

Créditos: Neest

Não sei vocês, mas eu não sei lidar com bagunça. Não sei. Não consigo seguir vivendo a vida de boa quando minha casa tá cheia de lixo. Por isso, nos últimos meses, comecei um processo de declutter pesado, porque sentia que só assim conseguiria me equilibrar nessa vida. Além disso, resolvi abraçar de vez o minimalismo e começar a aplicar de verdade nas variadas áreas da minha vida. Nada radical, apenas o que eu sentir que é certo.

E decidi dividir um pouco dos meus esforços em cada área com vocês. Esse aqui é mais um resumão de tudo o que eu estou fazendo atualmente, ainda farei um post mais detalhado sobre cada umas das áreas, quando o momento chegar (ou seja, quando eu tiver mais certeza do que eu estou fazendo, quando eu tiver desenvolvido um método próprio). Sem mais delongas, vamos lá:

O guarda-roupa

Estou tentando criar um capsule wardrobe. Ainda não criei regras pra mim, porque ainda estou tateando e vendo o que pode encaixar ou não (não acho certo eu seguir as regras de outra pessoa, pois só eu sei o que é o suficiente para mim). O minimalismo requer que saibamos exatamente o que queremos para investirmos exatamente no que importa, então esse é o grande x da questão. A princípio, já sei que vai ter: tees brancas, jeans, vestidos, shorts, tênis, sapatilhas e saltos plataforma. Ainda estou trabalhando em cima do meu estilo, no geral, mas já comecei o processo de me livrar do que não encaixa nele. Durante as últimas semanas, foram sacos e sacos de roupas, sapatos e bolsas descartados. Eu nem achava que tinha tanta coisa assim – o que no fim, eu não tinha mesmo, porque eu não as usava.  O que acontecia era eu repetindo o mesmo conjunto de roupas indefinidamente até elas encherem o saco e rasgarem. Pois é. Esse mês comprei três camisetas novas e continuarei fazendo compras controladas de coisas que acho que realmente faltam no meu guarda-roupa. Uma forma, inclusive, d’eu fazer isso controladamente é por meio de wishlists, que passarei a compartilhar aqui. Esperem por mais posts sobre isso aqui no blog!

Os livros

Quem me acompanha no Facebook viu que algumas semanas atrás eu fiz um bazar do desapego e vendi vários livros que antes habitavam a minha estante. Seguindo a lógica de um livro que li recentemente, o The Life-Changing Magic of Tidying Up: The Japanese Art of Decluttering and Organizing, deixei apenas os que me traziam um sentimento bom ao ver ou tocar. Ainda falta, inclusive, vender 3 itens do meu bazar: Mad About The Boy, Um Membro da Família e Querido John. Se alguém estiver interessado, pode entrar em contato comigo por mensagem no Facebook, que a gente conversa direitinho. Achei que seria muito mais difícil deixar alguns livros seguirem seu caminho, mas na verdade, foi um alívio. Alguns dos livros só me faziam sentir culpada por não tê-los lidos, enquanto outros simplesmente já haviam cumprido a sua parte do trabalho e simplesmente não interessavam mais. Deixei apenas os que eu intenciono ler ou reler e os que me trazem felicidade ao ter por perto.

Quanto à compra de novos livros, criei uma regra nova para mim: não compro fisicamente nada que puder ser lido no Kobo de boa (a não ser que o ebook seja mais caro que a versão física). Isso significa que livros de ficção, no geral, ficam no meu Kobo, enquanto livros de não-ficção e de consulta recorrente são comprados fisicamente porque a) são mais difíceis de serem achados como ebook; e b) são mais práticos de serem consultados em versão física.

Os itens de beleza

Por mais que não pareça (já que eu estou de cara lavada quase que 100% do tempo), eu sou uma beauty junkie. Adoro testar produtos novos, mas a questão é que eu não sigo muito uma lógica. E isso, minha gente, significam rios de dinheiros que eu não tenho desperdiçados. Por isso, resolvi que preciso, além de me livrar do que eu não uso, ter alguma consciência do que eu preciso. Joguei vários sacos de produtinhos para pele e cabelo fora e agora minha caixinhas organizadoras contam com muito menos do que contavam antes. Entretanto, são produtos que eu gosto e que eu realmente consigo encaixar no meu dia-a-dia. Isso não significa que eu não vou testar novos produtos, porém eles entrarão numa wishlist (que eu compartilharei aqui também) – depois de algumas pesquisas – e serão comprados de forma mais ordenada. O meu dinheiro é muito suadinho pra ser tão desperdiçado.

Papelaria

Quem me conhece sabe que eu amo papelaria. AMO. Porém, já faz um tempo que eu coloquei o pé no freio simplesmente porque não uso as coisas que compro na velocidade em que as compro. Tenho 4 diários iniciados e não continuados (cada um com uma média de 5 a 10 páginas escritas. SIM), tenho várias caixinhas de clips, tenho várias fitas adesivas coloridas, canetas, post-its e tantas outras coisas que eu simplesmente não vou conseguir terminar de usar nem tão cedo. Já havia feito uma limpa nesses itens anteriormente e o que eu tenho feito agora é evitado a compra de novos itens. Vai permanecer dessa forma até que eu consiga usar o que eu tenho.

∗∗∗

Por enquanto, ainda não estou na minha casa, então itens relacionados a cômodos, especificamente, não participam da minha fúria minimalizadora. Porém, a segunda vistoria (com possível entrega das chaves) do meu apê com o bofe já está marcada e, em breve, esses itens figurarão por aqui. (: