Instagrão

  • hey ho lets go
  • meu companheiro de bingo que me ganhou 1 ventilador casalradical
  • Umas modelos dessas bicho
  • O peixe  enxerido a foto  estranha mas ahellip
  • Tombadssima com o verde gua desse mar
  • Pisar menos no trabalhamos
  • uma manh preguiosa tem que ter caf n?
Livros & Outros Amores

O que eu li em Fevereiro/Março

6 de abril de 2015
Créditos: earlyware.

Créditos: earlyware.

Fevereiro foi BEM lento em termos de leitura, o que explica porque não houve um post desse no mês em questão. Porém, em março, minha vontade de ler retornou com força total, o que significou mais 5 livros lidos para a minha estante do Goodreads. E daí que vim aqui dividir com vocês quais foram as minhas últimas leituras e o que eu achei delas.

O Bicho-da-Seda: O que falar desse livro, que mal terminei e já quero o próximo? Pois é. Essa é a continuação da série do Cormoran Strike, da qual o primeiro livro foi O Chamado do Cuco. Escrito por J. K. Rowling, sob o pseudônimo de Robert Galbraith, esse livro conta com todas as maravilhosas características da escrita da criadora de Harry Potter: descrição bem trabalhada, diálogos maravilhosos, personagens ricos e complexos. Não consegui largar esse livro um minuto desde que comecei a lê-lo, louca para descobrir quem seria o perturbado responsável por aquele crime horroroso. E olha: não adivinhei, mas a resolução foi sensacional. Amei!

Comer Rezar Amar: Gente, esse livro foi tão importante pra mim que eu não sei nem o que dizer. Foram tantos sentimentos me cruzando enquanto eu lia esse compilado de escritos da Liz Gilbert que eu simplesmente nem sei externalizar. Acredito, julgando pelo o que li, que Liz tinha muito mais problemas do que eu tenho, atualmente. Mas todos nós temos nossas complicações, nossos fantasmas, nossos dramas, né? Pois é, por isso mesmo é impossível não se identificar com a Liz em algumas passagens do livro. E, mais importante de tudo: o livro me fez ter vontade de meditar, de fazer Yoga, de me equilibrar. E isso é algo que está mudando tanto minha vida que eu nunca poderei agradecer Liz o suficiente. O livro, em si, tem umas partes mais lentas e outras que fluem mais rapidamente, fazendo com que ele não seja uma unanimidade entre quem o lê. Mas eu, Amanda, amei. Tanto que nem ao menos consigo escolher uma parte favorita, porque amei tudo mesmo. Já é um dos meus novos favoritos.

Mentirosos: Tenho muitos mixed feelings com esse livro. Me senti meio enganada, no final. Não sei até agora dizer se fui enganada, mesmo, ou se essa é a genialidade do livro. Porque, sabe, I didn’t see it coming. At all. Você passa o livro todo esperando a resolução do mistério e, quando ele se resolve, você fica com cara de nada, porque QUEM IMAGINARIA AQUILO? Gente. Sem falar que, já adianto, a resolução não é feliz, como o restante do livro. Sei lá, dei 3 estrelas pra ele no Goodreads porque não chegou a ser uma leitura ruim, e eu fui tocada pelo livro, mas gente? Nonsense.

Adulting: O maravilhoso manual que estávamos todos nós, de 20 e poucos anos, esperando. O que me fez curtir demais esse livro foi que a autora é, obviamente, uma integrante da nossa classe e, também, aquela voz interna nossa, que está sempre dizendo quando alguma coisa é errada – e que a gente ignora. Pra mim, a melhor parte do livro foi a da teoria do Special Snowflake. Sério, tapa na cara maior que aquele não tem.  É meio (totalmente) auto-ajuda, mas é tão divertido, que quem se importa?

The Girl On The Train: Esse foi um livro que apareceu tantas vezes na minha timeline do Goodreads que eu simplesmente tive que lê-lo. Além do quê, depois de O Bicho-da-Seda, senti uma necessidade de mais livros de assassinato/suspense na minha vida. É um gênero que sempre curti (costumava devorar livros de Agatha Christie quando mais jovem), mas que havia deixado de lado nos últimos anos. Felizmente, J. K. me fez retomar o gosto pelo jogo de adivinhar quem matou quem. Mas, sobre esse livro, especificamente: mixed feelings. Como em Mentirosos, I didn’t see it coming. E você não ter sequer imaginado quem matou a pessoa no final do livro é algo que quer dizer que: a) você é muito burro e não pegou nenhuma das dicas que o autor deu; ou b) o autor não deu dica nenhuma. Como li no Kobo, não tive paciência pra voltar o livro e tentar catar possíveis dicas. Vou dar à autora e à minha pessoa o benefício da dúvida, nesse ponto. O livro é legal, o mistério é interessante, mas achei os personagens muito estranhos. Não consegui me identificar com nenhum – graças a Deus, porque olha, só gente atarantada do juízo. Não foi uma perda de tempo, mas também não marcou minha vida. Dei 3 estrelas no Goodreads.

E vocês, leram alguns dos livros que eu li? Concordam ou discordam da minha opinião? Comentem!

  • Reply
    ananda
    6 de abril de 2015 at 14:16

    aaaargh que coisa, to loca pra ler Bicho-da-seda! alias, estou louca pra ler desde que terminei O chamado do Cuco, ha mais de ano. Fiquei inconformada com a capacidade da Rowling de escrever romances policiais, isso não é pra qualquer um não. Ou seja, está comprovado que ela é a rainha mesmo, porque manda bem em vários gêneros literários.
    Invejei sua listinha. Estou lendo um único livro há 4 meses, faz tempo que não sei o que é ler 6 livros em menos de um ano, enquanto isso, a lista de proximos livrinhos só vai cresceeeeeendo, ahahha 🙂

  • Reply
    Alessandra Rocha
    6 de abril de 2015 at 14:58

    Mandoca, você é uma pessoa horrível por falar “mal” de mentirosos e me deixar com mais vontade ainda de ler! hHAHAHA Me envergonho por não ter lido nada a titia J.K. depois de HP, mas quero mudar isso… Acho que fiquei traumatizada pela recepção péssima do The Casual Vacancy, mas quero ler os outros também…
    Também vou postar meus livros de março essa semana no blog, quem sabe a gente pode trocar figurinhas!

    Beijos! <3

  • Reply
    Lec
    6 de abril de 2015 at 15:45

    Não conheço uma pessoa que leu Comer Rezar Amar e não se sentiu compelida a entrar na yoga. O livro é maravilhoso, e parece que a Liz é aquela amiga próxima, com tantos problemas como nós. Adoro o livro =)

  • Reply
    Lee
    7 de abril de 2015 at 10:38

    Aí eu penso “Que massa! Consegui terminar livro X e começar outro” , aí venho aqui E A SENHORA LEU SEEEETEEEE LIIIVROOOOS! Eu, definitivamente, não estou usando bem o meu tempo. kkkkkk Amei ler tuas mini-resenhas. A seleção é bem aquilo mesmo, e com o teu post consegui uns títulos interessantes pra procurar comprar ou baixar. Eu tenho Comer Rezar Amar aqui em casa e está ali ensopadinho na minha estante. Acho que vou dar uma chance por esses dias. 🙂

    Amei o post.
    Beijo!

  • Reply
    Lívia
    7 de abril de 2015 at 15:54

    Comer, Rezar e Amar é um dos meus livros/filmes favoritos! Ele mudou minha vida completamente, li no ano passado e todos os ensinamentos que tirei de lá, eu pratico na minha vida. comecei uma relação muito íntima com Deus, com minha mente, corpo e tudo. faço ioga e meditação já há um tempo e isso mudou a minha vida de tantas maneiras que eu queria mandar um carta pra Liz e falar “moça, você é a minha guru, obrigada por me ajudar a mudar” hahahah amo amo esse livro 🙂
    fiquei interessada em Mentirosos e esse último aí! Tenho me interessado bastante em livros de suspense, aliás, o último que li e que amei e fiquei querendo arrancar os cabelos e sofrendo e nervosa foi Gone Girl, cê já leu?
    beijão

  • Reply
    Lilica
    7 de abril de 2015 at 19:13

    Mandinha desses que você citou eu já li Comer, Rezar, Amr e Mentirosos e amei os dois. O primeiro é leitura obrigatória para todas as mulheres desse mundo. Ele traz tanta coisa boa que, como vc falou, é difícil citar um item só que tenha sido o melhor do livro. E o segundo achei interessante principalmente pelo final! Fui surpreendida até o último fio de cabelo!!!!

    Já tô buscando Bicho da Seda aqui porque adoro livros de suspense!

    Beijos

  • Reply
    Anna
    8 de abril de 2015 at 20:50

    Amandoca, também não antevi em nada aquele final de Mentirosos, mas achei GENIAL! Foi uma coisa muito WTF, tanto que comecei a reler o livro na hora (por sorte sou maluca e tinha o livro no original e na edição brasileira, então alternei) e é maravilhoso perceber como a E. Lockhart foi amarrando tudo desde o início. Tem esse vídeo muito bom que passa ponto por ponto, e analisa cada pista que a autora foi deixando, nos preparando pro fim: https://www.youtube.com/watch?v=K0MIzgW8iLQ

    Já quero muito ler Adulting? Acho que tinha visto ele em alguma lista ou no Goodreads mesmo, porque a capa não me é estranha, e acho que um manual desses será uma leitura bacana. Amo esses livros que são divertidos e tapas na cara ao mesmo tempo.

    Beijos!

  • Reply
    Livros que espero ler em breve. |
    10 de abril de 2015 at 11:23

    […] isso – enquanto tinha uma rotina tão puxada quanto a minha (e eu que li apenas 11!), ou a Amanda, que só Fevereiro / Março leu cinco livros. Ah, gente… Essa zoeira aí tá sem limites […]

Leave a Reply