Feminices – Amanda Arruda - Página: 2
Browsing Category

Feminices

Beleza, Feminices

Os 3 últimos

Daí que não, eu não estava mortinha. Estava só tirando um tempo para lidar com as bagunças daqui de dentro e, sabem como é, né? Não dá pra entender as coisas se a gente não parar um tiquinho pra escutar. De qualquer maneira, cá estou eu novamente, dessa vez trazendo para vocês 3 produtinhos que eu tenho usado, ultimamente, e curtido bastante. Sem mais delongas, eis os indicados:

 IMG_3147

Água Micelar – L’oreal

Recebi esse produto da L’oreal e fui testar sem muitas expectativas, já que demaquilantes, no geral, ou são agressivos demais para a minha pele ou não tiram a maquiagem. E terminei gostando bastante desse! Tirou minha malfadada máscara à prova d’água rapidinho e com o total de 0 problemas. Geralmente dois disquinhos de algodão com a água são suficientes para tirar toda a maquiagem do meu rosto. Também não ressecou tanto a minha pele, que já está ressecada por vida com o Roacutan. \o/

Preço médio: R$30

BB Blur – Effaclar

Ganhei uma amostrinha dessa coisa maravilhosa na Glambox de Maio e, gente! MELHOR COISA. Eu tenho muita preguiça de passar protetor solar e maquiagem no dia a dia, então termino sempre saindo de cara lavada e desprotegida. Como passo o dia no escritório e ando sempre de carro, não vejo muito problema mas, de qualquer forma, isso me faz sentir meio culpada. E o BB Blur da Effaclar é maravilhoso porque: tem fps, tem uma corzinha pra cobrir uns vermelhinhos inconvenientes e ainda age como um primer, segurando a oleosidade e diminuindo o tamanho dos poros! No dia que usei, uma amiga até comentou perguntando o que eu tinha colocado na pele, já que ela estava bem bonita. Ou seja: vou tentar desembolsar os dinheiros, quando minha amostra acabar, para adquirir essa belezinha. Pena que é tão caro. ):

Preço médio: R$100

Batom Matte (Segredo) – Tracta

Dia desses uma amiga apareceu com um batom meio cinza/marrom/roxo e eu apaixonei de um jeito por essa cor que tive que sair correndo para procurar algo parecido para usar. Fazia tempo que não era arrebatada assim por uma cor de batom e o sentimento me fez sentir bem. Terminou que eu estava numa perfumaria comprando um lápis de sobrancelha e calhou d’eu parar em frente ao local onde havia os batons da Tracta e, claro, dei de cara com uma cor PARECIDÍSSIMA com a que eu havia visto minha amiga usar. Catei na mesma hora e passei a semana usando o batom e não vejo eu parando de usá-lo num futuro próximo (eu sou taurina, gente, quando eu gosto de uma coisa, EU GOSTO DE UMA COISA). O batom tem uma durabilidade ok, se eu não comer nem beber o tempo todo. Tem que retocar, inevitavelmente, umas 3, 4 vezes por dia, o que é meio chato, mas acho que meio esperado, principalmente porque não é um batom caro nem nada.

Preço médio: R$25

E vocês? Gostam de algum desses? Têm algum parecido pra indicar? Comentem!

Feminices, Pele, Roacutan

Roacutan: diário de bordo – 2 meses e meio

Esse post é LEIGO e tem apenas o intuito de repassar a minha experiência com o medicamento. Se você tem acne, procure um dermatologista.

Aqui estou, dois meses e meio depois, para falar para vocês como está sendo o meu tratamento com Roacutan. Ainda tenho 5 meses e meio de tratamento pela frente (suspiro) e estou no que ainda se considera ‘o começo’ de tudo. Ou seja: nenhum resultado muito interessante até agora, só efeitos colaterais.

A minha dose continua 40mg e vai continuar até o meu 8º mês de tratamento, onde vai diminuir para 20. Fiz a segunda bateria de exames ao fim do primeiro mês e meus triglicerídeos DOBRARAM de um mês pro outro. Entretanto, apesar disso, ainda estou dentro do limite, por isso não preciso me preocupar tanto, pois a médica avaliou que não deve ir além disso. O meu próximo exame é daqui há um mês, mais ou menos, e confesso que estou preocupada. Espero que meu corpo se adapte e que eu consiga terminar o tratamento, porque se a taxa aumentar muito mais, terei de parar.

Quantos aos efeitos colaterais, eles foram bem mais fortes no primeiro mês – acho que é realmente um baque para o corpo, inicialmente. Atualmente tenho pouquíssimas queixas. Meu lábio está extremamente ressecado, mas isso, acredite, é algo com o que já me acostumei. Passo lip balm 800 vezes por dia, mas não vejo lá muita diferença. Pelo menos, ele quase não sangra. O meu cabelo está caindo bastante, mas ele já caía um bocadinho antes, então acho que o Roacutan só fez dar uma piorada nisso. A médica me falou para tomar vitamina C com zinco e é o que eu tenho feito, além de usar shampoo antiqueda. Deu uma melhorada, mas não resolveu – de qualquer forma, resolvi que não vou ligar tanto pra isso.  Não senti mais dores musculares nem tive episódios de depressão e as coceiras nos braços e pernas também pararam. No geral, estou achando bem tranquilo lidar com esses efeitos.

A pele, sim, passou pela piora que muitos têm e que eu, azarada que sou, tive que ter também. Saíram TODAS as espinhas da vida durante um período de um mês, o que me deixou desesperada. Não eram espinhas que secavam rápido, eram cistos doloridos e enormes. Tinha momentos que dormir de determinado lado do rosto era complicado. Felizmente, no momento atual, parece que esse drama passou. Saem algumas espinhas e ainda tenho alguns do período de explosão que não foram embora ainda (quem não ama cistos, não é mesmo?), mas a pele está visivelmente mais limpa. Não vou publicar fotos aqui porque, infelizmente, ainda não tenho esse nível de desprendimento pra compartilhá-las com vocês. Quem sabe mais lá pro fim do tratamento, né? Mas acreditem quando eu digo que deu uma melhorada. Agora eu tenho mais marquinhas que espinhas, mas elas ainda existem e incomodam.

Esse mês, resolvi trocar o anticoncepcional que estava tomando (e que não consigo lembrar o nome agora!) estava me deixando INCHADÍSSIMA. Era como se todo dia fosse TPM, porque eu parecia o monstro da retenção de líquido. Então, depois de dois meses sofrendo, troquei pro Stezza e, so far, so good. Não senti nenhum efeito colateral até o momento. Pra mim, o ideal seria não ter que tomar NENHUM anticoncepcional porque simplesmente não gosto do que eles fazem comigo e com o meu corpo, mas não há a menor possibilidade de se fazer um tratamento sério como esse e não ter duas barreiras de proteção contra gravidez.

Atualmente, estou usando o colírio Fresh Tears para quando o olho resseca (geralmente no trabalho, porque ficamos muito tempo sem piscar) e vários tubinhos do lip balm da Nivea, o Essential Care (azul escuro), que é maravilhoso e tem um preço honesto. Como protetor, resolvi trocar o com cor da Vichy que havia comprado pelo da Sundown, FPS 30, para o rosto. A razão é que o da Vichy não é sequinho o suficiente para a minha pele (que ainda não está tão ressecada assim) e o da Sundown resolve o problema, tem o toque sequinho e custa METADE DO PREÇO. Achei amor! O nariz não tem ressecado, então mal usei o meu lubrificante nasal (o Maxidrat Gel). Quanto ao gel de limpeza, continuo usando o Dermotivin para pele mista e oleosa, mas creio que quando ele acabar terei que trocar pra algo ainda mais suave, pois minha pele já está sentindo um certo ressecamento depois do uso (tanto que diminuí de duas para um vez por dia a limpeza com ele).

No geral, estou me acostumando. Nunca esqueço de tomar o remédio (já que ele não tem horário fixo, torna tudo bem mais fácil) e, aos poucos, os efeitos estão se tornando mais simples de lidar. Ainda me parece longe, no entanto, este momento no qual eu não terei espinhas no rosto. Entretanto, a estrada é longa.

Alguém que fez o tratamento, faz ou pensa em fazer? Deixem seus comentários aqui!

Post de uma série de acompanhamento do meu tratamento com Roacutan.
Para o primeiro post da série, clique aqui.

Pele, Roacutan

Roacutan: diário de bordo – 15 dias

Esse post é LEIGO e tem apenas o intuito de repassar a minha experiência com o medicamento. Se você tem acne, procure um dermatologista.

Poucas pessoas sabem, porque não comentei muito sobre esse assunto aqui ou nas minhas redes sociais, mas eu tenho acne. Não uma acne SUPER séria, que deforme o rosto ou coisa assim, mas séria o suficiente para causar desconforto ao sair sem maquiagem e dor, em alguns casos. E o pior de tudo: é uma acne recorrente, que não vai embora com creme caro nenhum do mundo (acreditem, porque eu comprei todos os cremes/sabonetes/esfoliantes caros dessa vida). A minha acne é relativamente recente, é o que chamamos de acne adulta. Surgiu aos 18 anos e desde então tem infernizado minha vida. Minhas espinhas saem, em maior parte, nas bochechas e no maxilar, além dos ombros e algumas poucas, na área do busto. Elas são, geralmente, císticas (aquelas espinhas internas que doem MUITO) e passam vidas na minha cara, até eu me irritar e forçar a saída delas, porque eu, infelizmente, sou dessas.

O fato é que eu venho convivendo com esse problema há uns 7 anos já e achei que eu já havia tolerado o bastante. Já havia tentado de tudo e nada dava um resultado definitivo na minha pele. Portanto, mês passado, quando a dermatologista perguntou se eu queria tentar o Roacutan, eu disse sim. E, veja bem, isso (de aceitar esse remédio) não foi fácil de jeito nenhum, porque Roacutan é um tratamento SÉRIO e cheio de cuidados e efeitos colaterais – o que deixa qualquer um com oitocentas pulgas atrás da orelha. Eu me informei BASTANTE antes de pensar em tomar, até para perder um pouco do medo e entender melhor como o remédio funciona. Acho que todo mundo deve tentar tudo o que puder, antes do Roacutan, porque – repito – é um tratamento que deve ser levado BEM A SÉRIO, porque o que esse remédio faz não é brincadeira. Não pode beber, não pode tomar banho de sol, não pode engravidar, não pode um monte de coisa – então é preciso estar BEM focado e ser responsável, para não cagar o seu corpo e sua saúde.

Por que eu acho que informação deve ser dividida e trocas devem acontecer, resolvi vir aqui, mensalmente, dividir um pouco da minha experiência com o remédio. Não vou postar fotos minhas agora, porque meu senso de estética não permite, mas dividirei tudo o que eu sentir com o remédio e os resultados que eu, porventura, estiver tendo. O primeiro, que é o de hoje, é de 15 dias de tratamento.

———-

A dose que eu estou tomando é de 40 mg por dia e eu estou me tratando com o genérico da Valeant (que minha dermatologista disse ser mais confiável), porque WHO HAS THE MONEY pro Roacutan? Comecei logo depois de entregar os exames à dermatologista, que estavam todos ótimos. Após terminar a primeira caixa, repetirei os exames e minha médica disse que, se estiverem todos normais, só precisamos refazê-los daqui a dois meses. A médica me passou um hidratante com protetor fps 30, colírio, um lubrificante para a mucosa nasal e um lip balm da Bepantol, como aquele velho e bom kit de sobrevivência para o tratamento.  Comprei o Epidrat FPS 30, com toque seco, mas não curti muito. Ele despela todo no rosto, uó. Se alguém tive uma indicação de hidratante com protetor mais legal, deixem nos comentários (nem precisa ter toque seco nem nada, porque né?).  Para os lábios, comprei o Bepantol Lábios, mas não curti muito os resultados. Então estou com o meu velho e bom da Nivea (o azul-escuro do amor) para hidratar durante o dia e, à noite, eu passo Bepantol na boca antes de dormir, para manter a bichinha em um situação aceitável. Ainda assim, o lábio despela, não tem jeito. Para os olhos e o nariz, comprei o Systane UL (colírio que faz seu trabalho direitinho) e o Maxidrat Gel (que é um gel nasal mara, que salva na hora do nariz seco).

Nos primeiros dias,  já senti efeitos colaterais, mesmo com a minha dose não sendo tão alta assim – esse remédio, ele é punk. Tive bastante dor muscular e coceira nos braços, logo de início. Entretanto, depois de uns dois dias, ela passou. Daí fiquei com os mais conhecidos: boca, nariz, olhos e couro cabeludo ressecados (o que está me causando caspa). A boca rachou de um dos lados quando eu fui bocejar (!), fiquei muito chocada (e, depois disso, fiquei bff do Bepantol na hora de dormir). A pele ainda não ressecou tanto, embora tenha dado uma despelada no queixo e ficado bem mais sensível. Fazer a sobrancelha foi um parto. Algumas espinhas saíram desde que comecei o tratamento, mas elas secam bem rápido, então não incomoda muito. O que estourou mesmo foram os cravos. Vários, ao mesmo tempo! E olha que eu nem sou de ter tanto cravo assim. Mas acho que, se for pra estourar alguma coisa, eu prefiro que sejam os cravos mesmo.

Um efeito que eu não estava esperando foi a depressão. Gente, ela bateu. E como bateu. Como eu nunca tive depressão na minha vida, eu não sabia nem o que estava acontecendo, foi bem desesperador. Uma tristeza inexplicável, uma vontade de chorar pra sempre, um desânimo da vida. W. O. W.  Fiquei bem preocupada comigo e alertei o meu boy sobre o que eu estava sentido (muito importante, porque vai que piora, né?), mas a depressão foi embora com uns dois, três dias. Ainda assim, parecia que não ia acabar nunca e que eu ia ser sugada pra sempre para aquela espiral de desespero. Creio que a conjunção da TPM com o Roacutan não foi muito boa, afinal de contas. E pra mim, ficou a lição. Eu não fazia ideia de como era, agora eu posso me colocar melhor no lugar das pessoas que sofrem desse mal – e talvez até ajudá-las do jeito certo, também.

De resto, é isso. Tenho estado com muita preguiça de fazer exercícios, mas estou seguindo no Muay Thai, porque sei que isso deve ajudar a equilibrar minhas endorfinas (e, talvez, evitar que a depressão apareça de novo).

Enfim, esses 15 dias foram cheios de descobertas e adaptações, mas no geral, estou (sobre)vivendo. Faltam só 7 meses e 15 dias agora, haha! Alguém que fez tratamento ou que está fazendo aí, para trocar uma ideia? Deixa seu comentário! (:

Feminices, Pele

Maquiagem: o que eu uso no dia a dia

Maquiagem do dia a dia

Primeiramente, gostaria de dizer que, na falta de um título melhor, o que vou mostrar pra vocês são, realmente, os produtos que eu uso pra uma maquiagem simples, bem cara-quase-lavada mas com aquele toque de dignidade. Ou seja: dia a dia. Porém não uso maquiagem todo dia. Na verdade, usar maquiagem é a exceção, não a regra.  Sou do time cara de zumbi em quase todos os dias da semana e tenho bastante preguiça de colocar até um pó, normalmente. Sou entusiasta, amo testar novidades, mas simplesmente não é uma coisa que eu consiga usar todos os dias. No geral, lavo o rosto, passo um hidratante e vou pra luta. Mas claro que existem aqueles momentos que eu tô pro crime, tô querendo aquele tchanzinho de leve – e é aí que entra minha necessaire básica que eu vou apresentar pra vocês nesse post. Os itens com asterisco são aqueles que nem sempre participam da maquiagem, mas estão lá just in case. (:

Base Vult Efeito Matte – Essa, até hoje, foi a melhor base em questão de matificar que eu testei até agora. Claro que não testei muitas bases na vida (como vaidosa preguiçosa que sou), mas acho que a base da Vult tem um custo-benefício bem honesto em relação a outras marcas. A base tem uma cobertura de leve a média e fica bem sequinha na pele (nem é tão necessário usar pó depois, mas eu uso mesmo assim), além de ter uma duração bem ok. Gostei bastante, e olha que não sou de gostar de base.

Corretivo Make B * – Corretivo é uma coisa que eu não uso muito, pois a maioria das minhas manchinhas são cobertas pelo combo base + pó. Entretanto, quando tem alguma coisa muito uó, uso esse para quebrar meu galho.

Pó Compacto Vult – Comprei um desses num momento de desespero, em um farmácia, e terminei usando no dia a dia. Não tem lá essas coberturas (assim como a base que eu mencionei acima, é leve pra média), mas como geralmente uso com a base, tende a cumprir bem seu papel.

Máscara Maybelline One by One – Essa máscara dá o volume que eu quero e deixa os cílios bem separadinhos, o que eu acho sensacional. Simplesmente amor. <3

Delineador Líquido Vult * – Quando estou realmente DISPOSTA (vocês sabem que pra dançar a dança do delineado tem que ter disposição), passo o delineador líquido da Vult. Já perceberam que curto os produtos da Vult, né? Pra mim, especialmente, cumpre demais o que eu preciso com um precinho amigo.  O delineador em si tem uma durabilidade BEM boa (mas não aguenta muito borrão, então não bota a mão no olho, amiga!).

Batons Líquidos QDB e Vult * – O que falar desses amigos meus que me apresentaram as maravilhas do batom? Comecei a usar os looks ‘boca tudo’ depois do advento desses bonitos e, olha, mudou minha vida. Tenho as cores uvali e rosadili da QDB e amo de paixão. Ainda quero o vermelho deles e, talvez, o vinho. Da Vult, tenho apenas o nude (e só me interessei por ele mesmo) e sou feliz com a minha escolha. A cor fica muito legal nos lábios.

Lápis de Sobrancelha QDB – Sabem MUDANÇA DE VIDA? Esse lápis. Finalmente encontrei um cor que casa com minha sobrancelha, depois de muito procurar. E ele ainda tem um outro lado, que tem um lápis clarinho para destacar o desenho das sobrancelhas. Amor real, amor verdadeiro. <3

Blush Vult – Adoro blush e sempre que me maquio, coloco uma corzinha na cara, porque apesar de morar em Recife, eu tenho aquele lindo bronze de escritório, haha.

Lip Balm Carmex – Esse lindo eu trouxe lá de Londres mas, na verdade, não importa que lip balm eu estou usando – tenho MUITOS na minha casa, um em cada bolsa e espaço em que eu possa precisar. Meus lábios ressecam muito rápido, então estou sempre com um.  Geralmente, uso os da Nivea, que são bem fáceis de achar aqui em Recife e têm um custo-benefício bem honesto.

That’s all, folks! E vocês, o que usam no dia-a-dia? Compartilhem nos comentários!